Arquivo mensal: outubro 2009

UFMG moderniza biblioteca da Escola de Ciência da Informação

A UFMG reinaugurou nesta segunda, 19/10, a Biblioteca Professora Etelvina Lima, da Escola de Ciência da Informação (ECI) da universidade. O espaço, especializado nas áreas de ciência da informação, biblioteconomia, documentação, arquivologia e museologia, foi reformulado para atender à nova concepção da prática profissional do bibliotecário. Com mais de 15 mil livros, a biblioteca reúne todas as formas de suporte e de captação de informações – do papel aos dados digitais.

Aberto ao público, o ambiente com cerca de 400 metros quadrados torna-se agora uma biblioteca-modelo, que inclui salas de aula, videoconferência e de estudo em grupo. As paredes de alvenaria cederam lugar a estruturas de vidro para permitir a observação dos fluxos de trabalho que integram a rotina do bibliotecário.

A reforma física também incorporou mecanismos que facilitam o acesso a portadores de deficiência, como rampas para cadeirantes e sinais de toque e de chão, para que o usuário cego possa entrar e chegar sozinho ao setor de referência. Além disso, os computadores da biblioteca foram equipados com programas para leituras de telas. O novo espaço conta com mais de uma centena de equipamentos com serviço de wireless e pontos de internet para conexão de notebooks.

Com a reforma, a luminosidade sobre o acervo também foi um dos itens observados. Como os raios ultravioletas afetam muito o papel, deixando-o mais quebradiço e reduzindo sua durabilidade, as luminárias afixadas sobre as estantes receberam película especial que filtra 90% desses raios.

A Biblioteca Professora Etelvina Lima foi fundada em 1950, mesma data em que foi criado o curso de biblioteconomia em Belo Horizonte.

Acervo

O acervo disponível para consulta e empréstimo é multidisciplinar, com obras que podem ser úteis a profissionais e estudantes de diversas áreas. O acervo conta com cerca de 46 mil itens, entre livros, teses, dissertações, monografias, periódicos, DVDs, CDs, slides, mapas, discos, folhetos e fotografias. Esse patrimônio é protegido por dispositivos de segurança, como câmeras de monitoramento interno e equipamento eletrônico.

Fonte: Jornal UAI

http://www.uai. com.br/UAI/ html/sessao_ 2/2009/10/ 19/em_noticia_ interna,id_ sessao=2&id_noticia=132471/ em_noticia_ interna.shtml